top of page

Ciclo Junino: do mito ao rito

uma grande festa brasileira no contexto escolar

A Festa Junina é uma das manifestações da cultura popular brasileira mais presentes e comemoradas na maioria das escolas, uma celebração que traz uma ampla simbologia. Representa a conexão ancestral do homem com a natureza, na qual estamos todos inseridos até os dias de hoje.

Contemplando diversas áreas de expressão e do conhecimento (músicas, narrativas, dramatizações, danças e manualidades), o BrinCáDoQuê? provoca os participantes a vivenciar, compreender, preparar e celebrar essa festa ritual com a intenção de proporcionar um vínculo com a prática em sala de aula e também a formação do professor/educador, numa relação de autoconhecimento e construção de saberes.

Como uma festa não se faz sozinho, convidamos mestres da cultura popular brasileira, que compartilham suas experiências e parte desse universo que gira em torno do Ciclo Junino.      

 

    

Vamos BrinCáDoQuê?

4 de maio - sábado

MÓDULO I - Chegança

9h00 às 11h00 - com Inimar dos Reis (convidado especial)

Como o Brasil brinca a Festa Junina?

Vivência de folias e folguedos do Brasil que estão presentes no Ciclo Junino.

11h00 às 12h30 - com BrinCáDoQuê?

De onde vem a Festa Junina? Quais são seus símbolos e tradições?

A partir de brincadeiras, cantigas e cantos de trabalho vamos nos aproximar do universo do Ciclo Junino.

 

MÓDULO II – Tecendo Histórias

14h00 às 15h30 – com BrinCáDoQuê?

Vivendo lendas e mitos do Ciclo Junino através das suas narrativas, brincadeiras, cantigas, sons e memórias.

 

MÓDULO III - Cores e formas

15h30 às 17h00 – com BrinCáDoQuê?

Oficina de enfeites e adereços do Ciclo Junino.

 

 

5 de maio - domingo

MÓDULO IV – CorpoSom

9h00 às 11h00 - com BrinCáDoQuê?

Oficina prática de alguns ritmos e estilos musicais que estão presentes no Ciclo Junino.

11h00 às 12h30 - com Mika Rodrigues (convidada especial)

Construção de movimentos, gestos, expressões e passos das danças que estão presentes no Ciclo Junino.

Investimento

até dia 12 de abril = R$ 390

*

à vista = R$ 440

ou

2X R$ 245 = R$ 490 (abril e maio)

 

DESCONTO DE 10% PARA PROFISSIONAIS DA REDE PÚBLICA

*para o curso acontecer é necessário o mínimo de 10 participantes

Formulário de inscrição

A quem se destina: professores, educadores e demais interessados

Vagas limitadas

 

Material e certificado inclusos

Carga horária total: 11 horas

***

Realização: BrinCáDoQuê? e CEFA – Centro de Estudos Fazendo Arte

Local: Escola Fazendo Arte

Rua Francisco Dias, 314 – Bosque da Saúde

São Paulo / SP

Contato: brincadoque@gmail.com // 11.99827-5170

Para mais informações visite o site: www.brincadoque.com

Inscrição

Quem somos

BrincáDoQuê? é um projeto que tem como grande propósito espalhar brincadeiras por onde passa. Com repertório composto por músicas da cultura popular, tem como proposta resgatar a memória afetiva dos adultos que foram envolvidos na infância por essas brincadeiras, bem como proporcionar para as crianças o acesso a esse patrimônio poético e cultural.

Assim, cantigas, brincadeiras e histórias cantadas ocupam os espaços das cidades, explorando a importância do brincar no desenvolvimento humano e social, oferecendo um olhar sensível e sobretudo, divertido, que leva os participantes a um estado de liberdade criativa e felicidade!

 

Release

O BrinCáDoQuê?, formado por Rogério Almeida e Maíra Simões, nasceu em 2015. Desde então se apresentou na Festa do Saci em São Luiz do Paraitinga (2015, 2016 e 2017), Sacituçaba (festa do Saci de Catuçaba – 2015 e 2016), Bibliotecas Municipais (2017), 1ª Festa das Leituras A Taba (2017) e SESC’s, além de desenvolver oficinas de formação para professores e educadores e vivências para crianças, pais e responsáveis em escolas e espaços culturais.


Rogério Almeida: músico, palhaço, contador de histórias e principalmente um brincante. Inventor de palavras que não existem e costurador de cosquinhas, Rogério se formou educador musical pela Faculdade Santa Marcelina e hoje atua nessa mesma área desinformando crianças na EMIA – Escola Municipal de Iniciação Artística.


Maíra Simões: fuxiqueira “de costura”, adora Festa Junina, aprender cantigas da cultura da infância e fazer sua saia rodar. Cantadora e tocadora de violão, Maíra se formou educadora musical pela Faculdade Paulista de Artes e hoje atua como professora de Música na Educação Infantil e com formação de professores. 

Inimar dos Reis

Músico, ator e pesquisador do folclore, natural de Jequitinhonha/MG, iniciou sua carreira no circo e no teatro. Autor do livro Folias e Folguedos do Brasil – Ciclo Junino, é também produtor e diretor musical do Grupo Folias de Folguedos que apresenta teatro popular e espetáculos musicais interativos que contemplam os ciclos das festas tradicionais brasileiras.

Tem como objetivo difundir a cultura tradicional brasileira a partir de pesquisa pessoal, de vivências e experiências diretas com as manifestações populares e mestres e traz a público uma leitura cênica e musical destas experiências.

foto de Andrea de Valentin

Mika Rodrigues

É dançarina-intérprete, pesquisadora e percussionista. Desde 2000 desenvolve um estudo acerca da cultura popular brasileira. Integra o Núcleo Pedagógico do Instituto Brincante e a Cia Antonio Nóbrega de Dança. Em suas práticas pedagógicas tem como objetivo apresentar o corpo, com seus gestos e expressões como forma de (re)conhecimento da identidade brasileira e autoconhecimento, proporcionando um espaço criativo, potente e sensível.

foto de Pedro Oliveira

bottom of page